As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Alckmin recua e defende mensalidade só em especializações

Alckmin disse, na última semana, em sabatina na GloboNews, que deveria haver cobrança na pós-graduação

Luiz Fernando Toledo

06 Agosto 2018 | 13h21

A campanha do candidato à presidência Geraldo Alckmin (PSDB) voltou atrás em uma proposta de cobrar mensalidade de estudantes de alta renda em universidades públicas. Alckmin disse, na última semana, em sabatina na GloboNews, que deveria haver cobrança na pós-graduação. “O primeiro caminho é cobrar a pós-graduação, a não ser para quem precise de bolsa”, disse ele, no programa.

Um dos coordenadores da área de educação do programa de governo do tucano, Eduardo de Pádua, afirmou na manhã desta segunda-feira, 6, que o governador se referia, na verdade, somente à pós-graduação lato sensu, ou seja, a especialização, e não os programas de mestrado e doutorado.

“Ele se referiu exclusivamente à pós graduação lato sensu, mestrados profissionais”, disse ele, durante entrevista com representantes dos candidatos à presidência no 2° Congresso Internacional de Jornalismo de Educação, em São Paulo.

Como exemplo, Padua citou cursos de MBA. Segundo ele, também não haveria cobrança na graduação das universidades públicas.