A salvação de Cunha

Dora Kramer

19 de julho de 2016 | 15h34

Por inacreditável e impossível que possa parecer, Eduardo Cunha tem chance de preservar o mandato até o prazo regulamentar de fevereiro de 2017. Ele continua a não ser votos para se salvar, mas pode se beneficiar de uma conjugação de fatores que estarão explicados na coluna de amanhã no Estadão impresso.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.