Y&R desiste de licitação da Secom e irmão de marqueteiro de Temer assume

Andreza Matais e Naira Trindade

21 de junho de 2017 | 06h11

Foto: Divulgação/Edu Moraes

 

A Young & Rubicam Brasil, de Roberto Justus, decidiu não continuar no processo de licitação de R$ 208 milhões para atender a Presidência da República em 2017.

A desistência abre caminho para a 4.ª colocada: Calia/ Y2 Propaganda, de Gustavo Mouco, irmão de Elsinho Mouco, marqueteiro de Michel Temer e do PMDB. Isso porque três agências serão contratadas. As outras duas são: NBS e DPZ.

Procurada, a Y&R disse que desistiu porque a Secom prorrogou o prazo de vigência do contrato por mais dois meses.

 

Leia íntegra da nota da  Young & Rubicam Brasil:

Com um novo ofício da Secom,  estabelecendo uma prorrogação de  mais dois meses da  proposta comercial definida por ocasião da licitação, a Y&R tomou a decisão empresarial de não continuar no grupo de agências que deverá atender a entidade.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

 

Tendências: