Venda de 80 mil bens do tráfico financiará polícias

Venda de 80 mil bens do tráfico financiará polícias

Coluna do Estadão

10 de janeiro de 2019 | 05h00

Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. Foto: Dida Sampaio/Estadão

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, vai acelerar a venda de 80 mil bens apreendidos de traficantes em operações de combate às drogas. Com isso, pretende obter recursos para reaparelhar a Polícia Federal e as estaduais. Segundo o secretário nacional antidrogas, Luiz Roberto Beggiora, serão vendidos carros, alguns de luxo, além de aeronaves, celulares e até fazendas usadas para o plantio. Os bens ainda estão sendo catalogados para cálculo do valor total, mas um leilão de parte desse patrimônio em São Paulo rendeu R$ 3 milhões em 2018.

Quem dá mais? Para facilitar a venda, será criado um site no qual o internauta poderá dar lances online. Avalia-se que atualmente essas ofertas são menores porque só participa dos leilões quem mora no Estado onde são realizados.

Contra o relógio. A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas fará também um trabalho de parceria com o MP para conscientizar juízes da importância de leiloar os bens antes do transitado em julgado. Hoje, a alienação demora de cinco a oito anos, tempo em que o material se deteriora.

Separa… Uma fonte que conhece o funcionamento do MEC diz que o episódio envolvendo as mudanças no edital de compra de livros didáticos pode ter sido boicote. Comenta-se que os funcionários da pasta estão insatisfeitos com as demissões e o novo jeito de trabalhar de Ricardo Vélez.

…que é briga. Servidores estranharam o novo ritmo de trabalho. Vélez vai embora por volta das 18h. Seu antecessor, Rossieli Soares, trabalhava até as 21h.

SINAIS PARTICULARES — A SÉRIE

OS HOMENS DE GUEDES

Carlos da Costa, secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade; por Kleber Sales

Gente nova. Vanderlei Lourenço será presidente da Fundação Palmares, ligada ao Ministério da Cidadania.

Tem história. Ele foi presidente do MDB Afro de Minas Gerais, órgão de apoio do diretório mineiro e com o objetivo de trabalhar políticas específicas de promoção da igualdade racial.

Na retaguarda. O governador João Doria tem trabalhado pela reeleição de Rodrigo Maia à presidência da Câmara. Doria está atuando de forma discreta. Nos bastidores, pede voto para Maia enquanto, diante das câmeras, recebe adversários dele em busca de apoio.

Possante. A Fundação Parque Tecnológico Itaipu, vinculada à hidrelétrica, vai renovar sua frota de carros pelo valor de R$ 639 mil. Serão comprados oito sedãs e uma caminhonete.

Com a palavra. Segundo a assessoria da fundação, a aquisição é necessária para substituir quatro automóveis comprados há cinco anos e duas caminhonetes.

CLICK. O ministro Marcos Pontes fez uma “live” ontem, Dia do Astronauta. Disse que tinha convite para voltar ao espaço em 2019 e, aos incrédulos, garantiu que o homem foi à Lua.

Mais essa. Aliados de Lula estão preocupados com a decisão de Bolsonaro de enviar novo parecer ao STF defendendo a prisão em 2.ª instância. Avaliam que cria ambiente político para manter o ex-presidente preso.

Teve convite. Réu por crimes sexuais, o médium João de Deus foi convidado para a posse de Rosa Weber como presidente do TSE. A Coluna obteve a relação com todos os nomes via Lei de Acesso à Informação.

Famoso quem? As buscas por Donald Trump no Google cresceram 60% no Brasil, ontem. Na terça, ele cobrou dinheiro do Congresso americano para construir um muro na fronteira do México. No mundo, a procura aumentou 1.200%.

“De volta à vida de cidadão. Celular não toca de madrugada, nem fim de semana, muito menos a PF me chama de manhã cedinho…”, após ter deixado o governo.

PRONTO, FALEI!

Ex-ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann. Foto: Fabio Motta/Estadão

“De volta à vida de cidadão. Celular não toca de madrugada, nem fim de semana, muito menos a PF me chama de manhã cedinho…”, DO EX-MINISTRO DA SEGURANÇA PÚBLICA, RAUL JUNGMANN, após ter deixado o governo.

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

COM REPORTAGEM DE NAIRA TRINDADE E JULIANA BRAGA. COLABOROU RAFAEL MORAES MOURA

Tendências: