Veículos de programa de combate ao crack estão parados

Veículos de programa de combate ao crack estão parados

­

Coluna do Estadão

27 de julho de 2016 | 05h00

Foto: Divulgação/Governo do Tocantins

Foto: Divulgação/Governo do Tocantins

Em meio à epidemia do crack, a maioria dos micro-ônibus comprados para o programa “Crack, é possível vencer” está encostada. Dos 197 veículos adquiridos na gestão Dilma Rousseff, pelo Ministério da Justiça, 127 nunca foram usados por “problemas de funcionamento”. Os modelos são equipados com câmeras de segurança que permitem ações de policiamento ostensivo e flagrantes dentro das cracolândias. Também servem para atendimento a usuários de todos os tipos de drogas. Cada unidade parada custou aos cofres públicos entre R$ 637 mil e R$ 833,3 mil.

A atual administração da Secretaria Nacional de Segurança Pública, do MJ, diz que está adotando todas as providencias para resolver, com a maior brevidade possível, a situação.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Problemas de funcionamento

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.