Universidade diz que perguntas sobre Ferreira Gomes estão associadas a fatos históricos em Sobral

Universidade diz que perguntas sobre Ferreira Gomes estão associadas a fatos históricos em Sobral

Andreza Matais

25 Julho 2018 | 11h50

A Fundação Universidade Estadual do Ceará divulgou nota, nesta quarta-feira, para defender a inclusão de perguntas sobre feitos da família do presidenciável Ciro Gomes num concurso público que elaborou para o município de Sobral (CE), reduto político dos Ferreira Gomes. A fundação diz que uma das disciplinas do concurso era história de Sobral e que, no seu entendimento, “fatos históricos relacionados a um município não estão dissociados da ação dos políticos com atuação na região em que o município está incluído, não podendo ser Sobral uma exceção”. A fundação menciona ter feito perguntas semelhantes em provas para outros dois municípios do Ceará – sem mencionar quais – e afirma que as questões na prova em Sobral “foram tecnicamente elaboradas dentro do conteúdo programático”.

A instituição diz que os profissionais da banca, que elaboram as questões, “tem autonomia para realizar o trabalho sem nenhuma ideologia política ou partidária que possa beneficiar, favorecer ou prejudicar a imagem de políticos de qualquer vinculação partidária.” Os participantes do concurso poderão recorrer das duas questões que envolvem os políticos.

A fundação não comentou, contudo, a razão de ter enaltecido nas perguntas obras realizadas pelo ex-prefeito e ex-governador do Ceará Cid Gomes nem de ter escolhido apenas realizações das gestões dele para questionar aos candidatos.

A Coluna do Estadão mostrou, ontem, que foram feitas duas perguntas de cunho político. Uma delas: Na gestão de qual governador foi inaugurado um hospital na cidade que leva o nome do pai do presidenciável José Euclides Ferreira Gomes Júnior. Também há pergunta sobre qual prefeito construiu o museu Eclipse, obra enaltecida na pergunta. As respostas são as mesmas: Cid Gomes. Ele é irmão do presidenciável Ciro Gomes e do prefeito de Sobral, Ivo Gomes.

O concurso, realizado no último domingo, prevê a contratação de 124 novos servidores de nível superior, além da formação de cadastro de reserva. Os candidatos aprovados e convocados atuarão em regime de trabalho de até 40 horas semanais, com remunerações que variam entre R$ 2.396,06 e R$ 13.778,08. (Andreza Matais)

Leia a íntegra da nota da Fundação