Tucano orientou governo a não interferir a favor de Maia no segundo turno da Câmara

Tucano orientou governo a não interferir a favor de Maia no segundo turno da Câmara

-

Luiza Pollo

16 de julho de 2016 | 07h15

Rodrigo Maia Foto: Sidney Lins/Liderança dos Democratas na Câmara

Rodrigo Maia Foto: Sidney Lins/Liderança dos Democratas na Câmara

O governo ensaiou interferir no segundo turno da eleição na Câmara em favor de Rodrigo Maia. Foi orientado por um dirigente tucano a não fazer nenhum movimento e assumir como sua vitória qualquer que fosse o resultado. Maia acabou vencendo do líder do PSD, Rogério Rosso.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.