TRF-1 decide que Operação Patmos ficará com juiz Vallisney

TRF-1 decide que Operação Patmos ficará com juiz Vallisney

Fabio Serapião e Andreza Matais

22 Agosto 2018 | 16h47

juiz Vallisney de Souza Oliveira FOTO Daiane Souza/UnB Agência

 

O TRF-1 decidiu nesta quarta-feira, 22, que a Operação Patmos será tocada pelo juiz Vallisney Oliveira, da 10.ª Vara Federal em Brasília. A investigação inclui o quadrilhão do MDB. O juiz Vallisney Oliveira pediu a definição em maio. Havia dúvidas sobre se o caso é dele ou do juiz Marcus Vinicius Reis Bastos, da 12.ª Vara, também em Brasília. A Coluna do Estadão antecipou terça-feira que a decisão sairia hoje.

Vallisney é visto por advogados como mais linha dura. Já mandou prendeu aliados do presidente Michel Temer como os ex-ministros Geddel Vieira Lima e Henrique Eduardo Alves, além do ex-deputado Eduardo Cunha. Enquanto Bastos é considerado mais garantista.

(Fabio Serapião e Andreza Matais)