Temer viaja para São Paulo para se reunir com Mariz

Luiza Pollo

02 Março 2017 | 18h03

Foto: Adriano Machado/Reuters

Foto: Adriano Machado/Reuters

O presidente Michel Temer embarcou para São Paulo, onde vai se encontrar com o amigo de décadas, o advogado criminalista Antonio Claudio Mariz. Temer voltou a sondar Mariz para assumir um posto dentro do Palácio do Planalto e  ajudar a tirar o presidente do isolamento com a baixa de ministros do núcleo duro dele. 

Aliados de Temer afirmam que Mariz pode fazer o papel de conselheiro do presidente. Nos últimos meses, Temer perdeu seus principais aliados no Palácio. O ex-ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo), que saiu em novembro após denúncias de tráfico de influência; o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, que está de licença médica, e até mesmo o amigo pessoal José Yunes deixou a assessoria especial da presidência.

O presidente estuda duas possibilidades para levar Mariz para o Planalto. A primeira é transformá-lo em assessor especial do presidente, cadeira deixada por José Yunes. A segunda, que perdeu força nos últimos dias, é levar a Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública) para o guarda-chuva do Planalto e fazer de Mariz o secretário. Há, porém, resistência em esvaziar o Ministério da Justiça, que há pouco encorporou a Segurança no nome. (Naira Trindade)