Temer se estressa com pedidos de cargos em troca de votos no impeachment

Temer se estressa com pedidos de cargos em troca de votos no impeachment

­­"Vote do jeito que achar melhor", teria dito o presidente a Hélio José, segundo relato de senadores

Coluna do Estadão

26 de agosto de 2016 | 05h00

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Foto: Dida Sampaio/Estadão

 

A falta de pudor de alguns senadores que cobram cargos em troca de votar pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff causa estresse no governo. O ápice ocorreu quarta-feira (18), quando o senador Hélio José (PMDB-DF) foi ao Palácio do Jaburu sem ser convidado e pediu para falar com Temer. O interino, que recebia congressistas do PSDB num jantar, pediu licença para atender na sala ao lado a visita inesperada. Minutos depois, Temer retornou e desabafou: “Ele não para de pedir. Disse a ele que vote do jeito que achar melhor”, relatou um dos presentes.

Hélio José é o mesmo que disse recentemente conseguir nomear até uma melancia no governo.

Procurado pela Coluna, o senador confirmou o encontro com Temer, mas disse que foi tratar da Medida Provisória 735, que altera trechos de diversas leis do setor elétrico. Hélio José negou ter negociado seu voto em troca de cargos. “Venho mantendo coerência nas votações”, afirmou.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Desgaste

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.