“Que seja feita a vossa vontade”, diz Temer a Fabio Ramalho sobre rompimento com o governo

“Que seja feita a vossa vontade”, diz Temer a Fabio Ramalho sobre rompimento com o governo

.

Naira Trindade

23 de fevereiro de 2017 | 15h47

 

Coluna do Estadão / Sinais Particulares/ fabio ramalho

Coluna do Estadão / Sinais Particulares/ fabio ramalho

O presidente Michel Temer retornou agora há pouco a ligação do vice-presidente da Câmara, Fabio Ramalho (PMDB-MG), para explicar a indicação de Osmar Serraglio (PMDB-PR) para o Ministério da Justiça. Temer justificou ter ficado incapacitado de nomear o mineiro Rodrigo Pacheco (PMDB-MG) para a a Justiça, mas que recriaria um ministério para atender as insatisfações da legenda mineira. Fabinho, que está em Salvador para o Carnaval, disse que a bancada não aceita recriações de ministério por “ouvir as ruas” e anunciou “o rompimento do governo”. Ao ouvir a ameaça, Temer respondeu: “Que seja feita a vossa vontade”, descreveu o mineiro, que emendou: “Se prepara que o senhor vai ter muitas derrotas no Parlamento”. E desligaram. Uma das primeiras dificuldades anunciadas será a Reforma da Previdência. Coordenador da bancada mineira, que tem 53 deputados, Fabio Ramalho afirmou que trabalhará para convencer os deputados mineiros e os insatisfeitos com o governo que reformulem um novo texto da reforma da Previdência. “A proposta do governo não passa”, disse. (Naira Trindade)

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Fábio RamalhoMichel Temer

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.