Temer fará agenda em busca de evangélicos

Temer fará agenda em busca de evangélicos

Coluna do Estadão

09 Maio 2018 | 05h30

Reunia?o com Pastores. Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Michel Temer traçou uma estratégia com o ex-ministro e pastor Ronaldo Nogueira para conseguir apoio da Assembleia de Deus e da Universal, que têm 23,8 milhões de fiéis, ao seu governo e que pode se estender para o seu candidato na eleição presidencial. Os votos dos evangélicos são cobiçados por todos os partidos. Temer fará uma série de eventos com as igrejas nos próximos meses. Neles, será dito que há uma identidade entre os valores do governo e das igrejas. Como exemplo, a retirada da ideologia de gênero da base curricular do MEC.

QG. O MDB tem usado as dependências do Palácio da Alvorada para fazer reuniões de Temer com presidentes estaduais do partido. O presidenciável Henrique Meirelles é um dos palestrantes. Já foram três reuniões desse tipo.

Problema à vista. O uso da residência oficial é questionável. Um membro da Comissão de Ética disse à Coluna que considera “totalmente inadequado”. O Palácio diz que Temer “usa a residência como seus antecessores, de acordo com as regras e protocolos”. O MDB afirma que não vê ilegalidade.

Tá comigo. Apesar de o MDB piscar para Alckmin, Henrique Meirelles mantém o entusiasmo. Acha que o partido terá candidatura própria e que ele herda os votos de Joaquim Barbosa “por terem o mesmo perfil íntegro”.

Agrado. Geraldo Alckmin foi aconselhado por um amigo a propor a candidatura de FHC ao Senado num movimento de aproximação entre os dois. O presidenciável não se mexeu.

Não engole. Quem frequenta a casa de um e de outro diz que a relação dos dois é fria desde que Alckmin não usou em sua outra campanha presidencial uma gravação de FHC pedindo voto para ele.

Rei das cartas. Autor da famosa carta enviada a Dilma em que dizia ser um “vice decorativo”, Michel Temer escreveu também para a ex-secretária executiva do MEC, a tucana Maria Helena Guimarães, na intenção de convencê-la a ficar no cargo. Não adiantou.

Guerra. A substituição dela não será fácil. O MDB quer a vaga. O ministro Rossieli Soares um nome técnico.

Pole position. O deputado federal Roberto Góes (PDT-AP) é, por enquanto, o “campeão” de processos que saíram do Supremo para a 1.ª instância. Por determinação dos ministros Alexandre de Moraes, Dias Toffoli e Marco Aurélio, cinco ações penais contra o parlamentar foram encaminhadas à primeira instância.

Currículo. Os processos apuram se ele cometeu peculato, crime de responsabilidade e aumentou despesas de forma irregular na época em que comandava a prefeitura de Macapá. Góes não foi encontrado ontem.

CLICK. Presente de Heráclito Fortes ao ministro Moreira Franco, o outro filho da cadelinha Tieta (foto) e irmão do Picoly (o cão de Marcela Temer que caiu no Lago Paranoá, em Brasília) faz terapia para não avançar nos outros.

FOTO: Instagram Heráclito Fortes

O que é isso companheira? Na véspera da prisão de Lula, Dilma Rousseff chamou a atenção no salão do cabeleireiro Celso Kamura, que cuida dela desde seu governo. Ela chegou às 8h30 ao local, no bairro dos Jardins (SP), para cuidar do visual antes de seguir para o sindicato onde o petista resistia à ordem de se entregar.

Sinais Particulares: Dilma Rousseff; por Kleber Sales

Na frente. O governo publica hoje medida articulada por Gustavo Rocha (Direitos Humanos) para dar acesso prioritário aos cursos do Senac a incluídos no programas de proteção.

PRONTO, FALEI!  

Foto: André Dusek/Estadão

“Nenhum candidato ao Planalto conseguiu fazer um discurso que desperte o interesse da sociedade. Tá todo mundo se arrastando”, DO PRESIDENTE NACIONAL DO MDB, ROMERO JUCÁ (RR), sobre o cenário eleitoral.

COM NAIRA TRINDADE, LEONEL ROCHA E RAFAEL MORAES MOURA 

Coluna do Estadão:
Twitter:
 @colunadoestadao
Facebook:
 facebook.com/colunadoestadao
Instagram:
 @colunadoestadão