Temer diz que ‘não vai ser fácil’ viabilizar terceira via

Temer diz que ‘não vai ser fácil’ viabilizar terceira via

Julia Lindner

03 de junho de 2022 | 12h50

O ex-presidente Michel Temer (MDB) afirmou, nesta sexta-feira, que “a história da terceira via” ainda está indefinida e que “não vai ser fácil” viabilizá-la até a eleição presidencial.  A fala ocorreu durante um painel da Conferência Internacional da Liberdade, em São Paulo. Temer participou do evento ao lado do ex-presidente argentino Mauricio Macri.

“Não se conseguiu definir, pelo menos não em definitivo, a história da terceira via. Eu acho que ainda há chance, eu tenho esperança. Acho que até a eleição pode surgir a ideia de um intermediário. Para ser muito pragmático, eu confesso que não é fácil. A polarização está muito acentuada. Uma das pesquisas diz que 70% do eleitorado já se definiu. Não vai ser fácil”, disse o emedebista.

Leia: Presidente do Senado e Bolsonaro não trocam uma palavra há mais de um mês

Temer respondeu a um questionamento do senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR), que indagou se o ex-presidente considera que nos próximos quatro meses haverá caminho para uma candidatura da terceira via para ‘quebrar a polarização’, como alternativa aos nomes do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do presidente Jair Bolsonaro, que lideram as pesquisas com folga.

 O MDB, partido de Temer, lançou a pré-candidatura à presidência da senadora Simone Tebet (MS), mas o nome ainda terá que ser confirmado na convenção partidária. No momento, Tebet tenta consolidar uma aliança com o PSDB. 

Tudo o que sabemos sobre:

Temer; MDB; Terceira via; Difícil; Tebet

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.