Temer cancela viagem à Àsia

Temer cancela viagem à Àsia

Isadora Peron

29 de abril de 2018 | 17h41

Foto: Dida Sampaio/Estadão

O presidente Michel Temer decidiu cancelar a viagem que faria pelo Sudeste Asiático na próxima semana. O roteiro já havia sido encurtado, mas, neste domingo, 29, o Palácio do Planalto começou a desmobilizar a equipe que acompanharia o presidente.

Esta é a segunda vez que Temer cancela a visita que faria a países da região. Em janeiro, ele desistiu de viajar por recomendação médica, depois de passar por procedimentos cirúrgicos para desobstruir a uretra.

A decisão de Temer permanecer no País acontece no momento em que as investigações sobre o inquérito dos portos avança sobre familiares do presidente. Na próxima quinta, uma das filhas de Temer, Maristela, vai prestar depoimento no inquérito que apura as suspeitas de corrupção em empresas do setor portuário. As suspeitas dos investigadores é de que uma reforma na casa dela tenha sido utilizada para lavar dinheiro de propina destinada ao emedebista.

Segundo o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil), como os presidentes da Câmara e do Senado também teriam que deixar o País para não ficarem inelegíveis, Temer optou por ficar no Brasil para não comprometer a votação de “temas importantíssimos no Congresso”. (Isadora Peron)

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.