Temer busca imagens de Afif para desmenti-lo

Temer busca imagens de Afif para desmenti-lo

Coluna do Estadão

12 Setembro 2018 | 05h30

Guilherme Afif e Michel Temer em reunião no Palácio do Planalto. Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Michel Temer determinou à segurança do Planalto que levante imagens do presidente do Sebrae, Afif Domingos, entrando pela garagem do palácio na segunda, 11. O governo quer rebater versão de Afif, que disse ter sido surpreendido com a decisão de que o Sebrae dará R$ 200 milhões para financiar a criação da Agência Brasileira de Museus. As imagens mostrariam Afif se dirigindo à reunião na Casa Civil, com Eliseu Padilha, quando foi informado que patrocinaria o novo órgão, querendo ou não. Ministros dizem que ele não se opôs a ajudar.

‘Afif, fale a verdade’. Ontem, Temer ligou para Afif cobrando sua postura e pedindo explicação sobre a ameaça de que irá questionar a MP no Supremo. As críticas irritaram o presidente, sobretudo, porque ofuscaram a agenda positiva em resposta ao incêndio do Museu Nacional.

Engole o choro. Afif disse à Coluna que Padilha ligou para ele na quinta, 6, às 21h30, dizendo que havia uma “determinação” para destinar a verba. Ele diz ter ido ao Planalto para se reunir com técnicos, mas que deixou o encontro ao perceber que era um monólogo.

Tem para todos. A campanha do tucano Geraldo Alckmin vai direcionar ataques ao candidato do PDT, Ciro Gomes, que tem crescido nas pesquisas eleitorais. Bolsonaro continua sendo alvo, mas de ataques menos agressivos devido à saúde.

Plantão médico. Médicos que acompanham Jair Bolsonaro dizem que na próxima semana será possível avaliar quando ele terá alta.

Duas caras. Integrantes do PT estão preocupados com um eventual governo Haddad. Dizem que para vencer ele terá de voltar sua campanha para a militância, mas para governar não escapará, por exemplo, da reforma da Previdência. Equação que pode resultar em impeachment.

A dedo. Dias Toffoli convidou o ex-comandante do Estado-Maior do Exército general Fernando Azevedo para assessorá-lo na Presidência do STF, por indicação do general Villas Bôas.

Veto. A um dia de deixar a presidência do CNJ, Cármen Lúcia cancelou a inauguração de uma galeria de ex-presidentes. Teria que incluir a foto do antecessor Ricardo Lewandowski. Procurada, não respondeu.

Aprovado. Em palestra no início deste ano, o advogado Zanone Oliveira Junior, defensor do agressor de Jair Bolsonaro, disse que o TJ mineiro é uma “vergonha” por partir da consideração de que os acusados são sempre culpados.

Tá gravado. “Se matou a pedradas, a facadas, o ônus é de quem alega, seja o MP ou uma ação penal privada”, disse à época.

Não é bem assim. Procurado pela Coluna, Zanone ajustou a fala. “Algumas decisões isoladas invertem o ônus da prova e, infelizmente, acabam envergonhando o TJ-MG”, comentou.

CLICK. Apoiador do presidenciável Jair Bolsonaro, o senador Magno Malta (PR) gravou vídeo dizendo que “esfaquearam o País” e pede que copiem a sua camiseta.

OS PRESIDENCIÁVEIS

 

SINAIS PARTICULARES. OS  PRESIDENCIÁVEIS: Fernando Haddad, candidato do PT; por Kleber Sales

Paradinha. Para desespero do governo, o ministro Bruno Dantas do TCU vai pedir hoje para adiar por mais uma semana sua decisão sobre o leilão da Ferrovia Norte-Sul. A área técnica pede que recuse o edital.

Agora explica. O CNMP abriu processo administrativo disciplinar contra a procuradora Monique Cheker e o promotor de Justiça Fernando Krebs por ofenderem nas redes sociais os ministros do Supremo Dias Toffoli e Gilmar Mendes.

PRONTO, FALEI!

Foto: Roberto Jefferson. André Dusek/Estadão

“O teatrinho acabou. Agora é ver se o PT não vai infringir a lei tentando enganar o eleitor ao dizer que Haddad é Lula”, DO PRESIDENTE NACIONAL DO PTB, ROBERTO JEFFERSON, após o PT oficializar Haddad candidato.

COM NAIRA TRINDADE E JULIANA BRAGA. COLABOROU RAFAEL MORAES MOURA 

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao