Temer avalia revogar decreto sobre uso das Forças Armadas nas manifestações

Naira Trindade

24 de maio de 2017 | 20h11

Foto: Dida Sampaio/Estadão

O presidente Michel Temer está monitorando o desfecho das  manifestações na Esplanada dos Ministérios e já avalia revogar o decreto que permitiu que as Forças Armadas agissem para garantir a “ordem” na praça. A texto permite o exército de atuar no Distrito Federal até 31 de maio. Nele, o ministro Raul Jungmann (Defesa) fica responsável por delimitar o acesso da área monitorada pelo Exército. A medida provocou uma enxurrada de críticas e senadores entraram com pedido para suspender o decreto presidencial. Se as manifestações estiverem mais calmas até o fim da noite, Temer vai revogar o decreto. 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.