Técnicos do TCU pedem para paralisar Angra 3 por desvio que chega a R$ 136 milhões

Técnicos do TCU pedem para paralisar Angra 3 por desvio que chega a R$ 136 milhões

-

Coluna do Estadão

31 de julho de 2016 | 05h00

 

Angra3-out-13-foto-eletronucleart

Relatório técnico do Tribunal de Contas da União (TCU) propõe que sejam paralisadas imediatamente as obras de construção civil da Usina Termonuclear de Angra 3. Os auditores identificaram “graves” indícios de irregularidades, como direcionamento das licitações e a contratação de propostas desvantajosas para a administração pública. Os prejuízos aos cofres públicos podem chegar a R$ 136 milhões. Foco da Lava Jato, a Engevix foi contratada em todas essas licitações, embora tenha apresentado preço até 28% superior nos certames.

Antes de decidir se manda paralisar as obras em Angra dos Reis (RJ), o relator no TCU, ministro Bruno Dantas, deu prazo até nove de agosto para Eletrobrás Termonuclear, Engevix e a AF Consult se explicarem.

A obra ganhou o foco do tribunal depois da Radioatividade, 16 ª fase da Lava Jato, apontar esquema de corrupção. A tendência no TCU é seguir a área técnica.

Executivos da Engevix negociam delação premiada.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Angra 3

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.