Suplicy pede nas redes que eleitores pressionem Congresso a votar PEC da eleição direta

Suplicy pede nas redes que eleitores pressionem Congresso a votar PEC da eleição direta

.

Gustavo Zucchi

20 de maio de 2017 | 13h08

O vereador Eduardo Suplicy (PT-SP) entrou na campanha por eleições diretas num cenário de renúncia do presidente Michel Temer. O petista divulgou em suas redes sociais os endereços de e-mails dos integrantes da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados e pediu aos seus eleitores para que pressionem os deputados a votarem a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nesse sentido. A tendência no Congresso, contudo, caso Temer decida pela renúncia é partir para a eleição indireta, como determina a Constituição. Nesse caso, o novo presidente será indicado pelo Congresso.

A PEC das Diretas é de autoria do deputado Miro Teixeira (REDE-RJ). A medida prevê eleição direta no caso de vacância da presidência da República, exceto nos últimos seis meses de mandato.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Eduardo Suplicy

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.