SP perto de adiar volta às aulas na rede pública

SP perto de adiar volta às aulas na rede pública

Coluna do Estadão

25 de julho de 2020 | 05h00

Foto: Felipe Rau/Estadão

Está subindo no telhado a data sonhada pelo governo paulista para a retomada das aulas presenciais na rede pública de ensino: 8 de setembro próximo. A menos que o Plano São Paulo seja flexibilizado, algo até agora fora de cogitação no Bandeirantes, será muito difícil seguir o cronograma. De acordo com as regras, as atividades de ensino nas escolas só serão retomadas quando o Estado inteiro estiver na fase amarela há pelo menos 28 dias. Trocando em miúdos, isso tem de acontecer até o dia 11 de agosto, e três regiões ainda estão no vermelho.

Só… Os professores de São Paulo, por meio de entidades de classe, também são um entrave para a ideia de retomar as aulas presenciais em setembro próximo. Ganha cada vez mais força entre a categoria o lema: volta às aulas nas escolas, só com a vacina.

…com vacina. João Doria terminou a semana esperançoso em relação à vacina de prevenção ao coronavírus produzida pelo Instituto Butantã em parceria com os chineses. Quem esteve com ele disse que Doria está muito otimista quanto à evolução dos testes.

Calma. Nos bastidores, já há quem fale que a rede pública estadual só retomará as atividades presenciais em 2021. Porém, não é, neste momento, o que pensa o governo de São Paulo.

CLICK. Davi Alcolumbre (à esq.) e Fernando Azevedo e Silva (Defesa) foram conhecer as ações das Forças Armadas no combate à covid-19 realizadas no Amapá.

Reprodução/Instagram

De olho… O ministro Fábio Faria (Comunicações) diz que presidir a Câmara está fora de seu radar no curto prazo.

…vivo. Porém, o deputado licenciado do PSD (RN) é tido como um dos pontos focais da articulação política do governo, tem bom trânsito entre os generais e o respeito do Centrão e de Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Senhor… Marcelo Freixo (PSOL-RJ) resume o que pensa da distribuição de anéis banhados a ouro e prata pelo colega Capitão Agusto (PL-SP) para seus pares na Câmara: “Mau gosto estético e ético”.

…dos anéis. Capitão Augusto, em campanha pela sucessão de Rodrigo Maia, ofereceu o mimo a colegas CACs (colecionadores, atiradores e caçadores). “Gosto não se discute”, afirmou ele, mas que discordou da crítica à “ética”.

SINAIS PARTICULARES.
Capitão Augusto, deputado federal (PL-SP)

Ilustração: Kleber Sales

Agrado. O Tribunal de Justiça de Pernambuco aprovou auxílio-saúde a 10 mil servidores, entre eles, magistrados ativos, inativos e pensionistas. O impacto desse novo penduricalho, segundo o próprio tribunal informou à Coluna, será de R$ 96 milhões por ano.

Agrado 2. O benefício, a ser pago em forma de reembolso, começará a valer a partir do próximo ano, caso haja disponibilidade orçamentária. A medida chamou atenção: por mais que tenha amparo no CNJ, o timing foi ruim: no meio do aperto da pandemia.

Vetados. O Ministério da Saúde enviou comunicado a todos os cargos de chefia da pasta, em 15 de julho, proibindo a recontratação de quem foi demitido anteriormente pela pasta.

Vetados 2. Em junho, o ministério demitiu a equipe de saúde da mulher após a elaboração de uma nota técnica sobre aborto e métodos contraceptivos

Às ordens. A interlocutores, Eduardo Pazuello tem sinalizado que, se o presidente pedir, ele vai para a reserva para ser efetivado como ministro.

BOMBOU NAS REDES!

Deputado federal Daniel Coelho (Cidadania-PE). Foto: Luis Macedo/Agência Câmara

Daniel Coelho, deputado federal (Cidadania-PE):Concordar ou não com o que alguém diz é parte da democracia. Calar não. A decisão de Alexandre de Moraes, bloqueando a conta do presidente do PTB, Roberto Jefferson, é absurda. Só uma ditadura a tira voz de partidos políticos. Bloqueio preventivo, é censura prévia de opinião”.

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, MARIANA HAUBERT E MARIANNA HOLANDA.

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.