“Só vou mudar de trincheira”, diz José Dirceu após Justiça determinar sua prisão

“Só vou mudar de trincheira”, diz José Dirceu após Justiça determinar sua prisão

Naira Trindade

17 de maio de 2018 | 22h02

 

Foto: Rodolfo Buhrer/Reuters

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu (PT) gravou uma mensagem aos amigos e amigas do grupo de WhatsApp Prerrogativas para agradecer a “gratidão e solidariedade de sempre”. “Vamos continuar nossa luta. Eu só vou mudar de trincheira. Juntos vamos vencer, vamos derrotar o arbítrio, retomar o governo do País e restaurar a democracia”, disse. 

A juíza Gabriela Hardt, substituta do juiz federal Sérgio Moro, na 13.ª Vara Federal de Curitiba, expediu nesta quinta-feira, 17, o mandado de prisão para José Dirceu começar a cumprir a pena de 30 anos, nove meses e dez dias de prisão na Operação Lava Jato. Mais cedo, o Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4) negou um recurso decisivo do petista e abriu caminho para Dirceu ser preso.

O mandado foi expedido pela magistrada, porque Sérgio Moro está fora do País. A magistrada mandou Dirceu ‘apresentar-se à carceragem da Polícia Federal em Brasília no dia 18 de maio de 2018, até às 17 horas, ocasião na qual a autoridade policial deverá cumprir o mandado’. (Naira Trindade)