Só aprova se organizar direitinho, avisa Maia sobre Previdência

Só aprova se organizar direitinho, avisa Maia sobre Previdência

Coluna do Estadão

08 Fevereiro 2019 | 05h00

Deputado Rodrigo Maia, presidente da Câmara. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

Rodrigo Maia (DEM-RJ) enviou para a equipe econômica alguns conselhos sobre a tramitação da reforma da Previdência. Em linhas gerais, ele acredita que, se organizar direitinho, dá para ampliar apoios, até para além da centro-direita. A primeira tarefa é pacificar o saco de gato do PSL, pois, sem o exemplo do partido de Jair Bolsonaro, será difícil atrair outras legendas. A segunda é criar pontes com a fragilizada, mas viva, esquerda, esfriando a luta ideológica. Ontem mesmo, Maia já se encontrou com o governador Camilo Santana (PT-CE).

Xá comigo. O presidente da Câmara também começou a se reunir com líderes e presidentes de partidos. Nesta semana, conversou com o comandante do PR, o controverso ex-deputado Valdemar Costa Neto.

De volta… Com o envio de uma nova proposta de reforma ao Congresso, desta vez pela gestão Jair Bolsonaro, Maia volta a ganhar protagonismo e exposição, como ocorreu no governo de Michel Temer.

…para o futuro. E também a acalentar novos (e altos) sonhos eleitorais.

Aqui, de novo. Mesmo com Renan Calheiros (AL) derrotado, o MDB levará a presidência de três comissões no Senado. Além da de Justiça e da Mista de Orçamento, que ficarão com Simone Tebet (MS) e Marcelo Castro (PI), o partido comandará a de Educação, com Dário Berger (SC).

Ainda no jogo. Renan Calheiros pode até estar em baixa no Senado, mas emplacou o aliado alagoano Isnaldo Bulhões (MDB) em uma das suplências da Mesa Diretora da Câmara.

Também quero. Após o ministro da Economia ceder às pressões dos servidores da Receita para não passarem pelo raio X dos acessos a áreas restritas dos aeroportos, outros órgãos, como a Anvisa, já estão se organizando para pleitear o mesmo salvo-conduto.

Sacada. Leila do Vôlei (PSB-DF) vai aproveitar o projeto de lei elaborado pela comissão especial do Senado criada após a tragédia de Mariana e que acabou abandonado. Na nova versão, ela acrescentará a obrigatoriedade da publicação digital das fiscalizações.

SINAIS PARTICULARES
SÉRIE NOVOS LÍDERES DO CONGRESSO
Elmar Nascimento (BA), líder do DEM na Câmara

CRÉDITO: KLEBER SALES/ESTADÃO

Receita… O ex-governador capixaba Paulo Hartung integrará o Conselho de Educação do Estado de SP. O convite de João Doria foi motivado pelos bons índices obtidos pelo Espírito Santo no Ideb.

…capixaba. Além dele, Doria já havia escalado o ex-secretário da Educação do ES Haroldo Rocha para o time da pasta em SP.

Status. Henrique Meirelles tem um gabinete no Palácio dos Bandeirantes, para onde costuma ir à tarde, depois de deixar a sede da Fazenda, no centro de SP.

CLICK. O deputado Kim Kataguiri anunciou a transferência de sua matrícula na faculdade IDP de São Paulo para a de Brasília, que tem o ministro Gilmar Mendes entre os sócios.

FOTO: REPRODUÇÃO INSTAGRAM KIM KATAGUIRI

 

Puxadinho. Sérgio Moro está buscando um jeito de aumentar o tamanho do Coaf dentro da superpasta da Justiça. A ideia é retomar a estrutura que o órgão tinha quando estava sob a Receita e antes dos cortes orçamentários. Algo em torno de 60 funcionários.

Por que será? Em sua encarnação “político em Brasília”, o ex-juiz da Lava Jato está recebendo parlamentares para tratar (e pedir apoios) de seu pacote anticrime, apresentado esta semana. Ninguém da oposição petista apareceu até agora para visitá-lo.

PRONTO, FALEI

Deputado Pedro Cunha Lima. FOTO: LUCIO BERNARDO JUNIOR/CÂMARA DOS DEPUTADOS

Pedro Cunha Lima, deputado federal (PSDB-PB): “O problema da Educação no Brasil não é ideologia. É a falta de vagas nas creches e os salários dos professores”, candidato a presidente da Comissão de Educação.

COM REPORTAGEM DE  JULIANA BRAGA E MARIANNA HOLANDA

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao