Só 12,6% das cidades atendem meta da OMS, diz levantamento

Só 12,6% das cidades atendem meta da OMS, diz levantamento

Coluna do Estadão

06 de abril de 2020 | 02h00

Levantamento da plataforma Bright Cities, feito por causa da pandemia da covid-19, mostra que apenas 12,6% dos municípios brasileiros oferecem, considerando SUS e rede privada, pelo menos um leito de UTI para cada dez mil habitantes, o mínimo exigido pela OMS. São 41.311 leitos, boa parte já ocupada para o tratamento por outras doenças. A região onde a proporção de leitos é mais alta é a Centro-Oeste, com 2,46 para cada dez mil pessoas. Em seguida, vem Sudeste (2,37), Sul (2,0), Nordeste (1,41) e por último Norte (1,27). A base é o Datasus.

Dados regionais. O número de leitos da rede privada só é maior do que o do SUS no Sudeste e Centro-Oeste. A dependência da rede pública é maior no Norte (68%), no Sul (65%) e no Nordeste (60%), regiões onde o Sistema Único de Saúde responde pela maior parte das vagas existentes.

Magoei. Líderes partidários ficaram furiosos com a campanha do Novo pelo uso do Fundo Eleitoral no combate ao coronavírus. A leitura é de que faltou solidariedade: levantaram essa bandeira porque podem contar com a ajuda privada ou mesmo com dinheiro próprio, privilégio não estendido a outros partidos.

Magoei 2
. Os insatisfeitos (na direita, no centro e na esquerda) pressionam Rodrigo Maia a deixar o Novo fora de comissões e de relatorias na Câmara.

Coerência. “Sempre fomos contra recurso público para partido político, o Brasil tem outras prioridades. E nada mais prioritário agora do que combater o coronavírus. Colocar a própria campanha eleitoral à frente dos interesses da sociedade não é nenhum pouco republicano”, diz Eduardo Ribeiro, presidente no Novo.

Insônia. Governadores da Amazônia estão preocupados com o aumento do desmatamento na região durante a pandemia. Em encontro recente com o vice-presidente Hamilton Mourão, eles relataram que a fiscalização foi reduzida.

Vixe.
“Precisamos fortalecer a fiscalização. Não vamos esperar o segundo semestre. Primeiro, é a derrubada, depois, a queimada”, diz o governador Helder Barbalho (MDB-PA). A situação no Estado preocupa.

CLICK. O ex-ministro da Cultura Gilberto Gil homenageou a luta dos italianos contra a covid-19: com a neta Flor, o cantor e compositor interpretou o clássico Volare, em vídeo.

Ajuda… Uma das consequências do coronavírus nos quartéis foi a interrupção dos programas Forças no Esporte e João do Pulo, que atendem a 30 mil jovens e crianças carentes em 139 localidades do País.

… militar. O ministro da Defesa, Fernando Azevêdo e Silva, determinou que serão entregues nas casas dos assistidos pelos programas os kits de alimentação até o fim da pandemia.

Help. Pré-candidato a prefeito de SP, o deputado estadual Arthur do Val (Patriota) destinará as economias de seu mandato no primeiro trimestre deste ano para o combate à covid-19.

Help 2. Durante o mandato, o parlamentar economizou R$ 2,5 milhões, segundo dados de sua assessoria, abrindo mão de toda a verba de gabinete, carro oficial, motorista e auxílio saúde, além de ter uma equipe de apenas sete assessores.

SINAIS PARTICULARES
Antonio Anastasia e Davi Alcolumbre, senadores


Passou. Antonio Anastasia (PSL-MG) devolveu o comando do Senado a Davi Alcolumbre (DEM-AP). Deixou saudades. “Anastasia foi melhor do que a encomenda”, disse Jorginho Mello (PL-SC).

BOMBOU NAS REDES!

Foto: Nelson Jr./ASCOM/TSE

Gilmar Mendes, ministro do STF: “A covid-19 tem escancarado diversos problemas do Brasil. O desafio de mapear trabalhadores informais agora revela limitações da administração pública.”

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, MARIANNA HOLANDA E MARIANA HAUBERT

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo MaiaNOVO [Partido Novo]covid-19uti

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.