Sítio no ABC será reformado para eventual prisão domiciliar de Lula

Sítio no ABC será reformado para eventual prisão domiciliar de Lula

Alberto Bombig

25 de março de 2019 | 05h00

Correções: 25/03/2019 | 14h12

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

A Prefeitura de São Bernardo do Campo autorizou o início das obras na propriedade da família do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva às margens da represa Billings. Segundo apurou a Coluna, a reforma e modernização do local teriam como objetivo deixar a propriedade pronta e à disposição de Lula caso um eventual pedido dele de prisão domiciliar seja aceito pelo STF. A licença para as obras foi concedida na semana passada. O terreno tem cerca de 20 mil m², área de lazer completa e campo de futebol.

Meia margherita… A ideia de criar um conselho de notáveis que se revezariam a cada seis meses no comando nacional do PSDB, como mostrou a Coluna, encontra forte resistência entre a ala mais jovem do partido.

…meia calabresa. Alguns tucanos criticaram duramente o formato. Um líder chegou a dizer que a intenção será logo sepultada porque “o PSDB não é uma pizzaria pra fazer rodízio”.

Dureza. O PT se reuniu anteontem em Brasília no mesmo e modesto hotel onde o PPS fazia seu congresso. Nos tempos de vacas gordas, os petistas se encontravam em locais sofisticados, como o Royal Tulip.

CLICK. Bolsonaro recebeu Major Vítor Hugo, líder do governo na Câmara, e o pequeno João Vitor, filho do deputado.

Foto: Instagram @MajorVitorHugo

Foto: Instagram @MajorVitorHugo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Meta de Moro. Só um sexto dos presos no Brasil trabalham enquanto cumprem a pena. Os números inéditos foram consolidados pelo Departamento Penitenciário do Ministério da Justiça. Sérgio Moro quer ampliar essas vagas.

In loco. O diretor do Depen, Fabiano Bordignon, visita hoje e amanhã em SC as penitenciárias dos Curitibanos e de Chapecó, onde 100% e 39% dos detentos trabalham. A média no País é de apenas 17%. Em São Paulo, ela está em 24%.

Não tá bom. Os dados mostram uma redução no números de detentos trabalhando de 2016 para 2017. Caiu de 17,68% para 17,59%. Os Estados com piores índices foram RN, CE e RR.

Fumaça. A OAB quer saber qual é o patrimônio que o Ministério Público tem em fundos semelhantes ao que foi barrado pelo STF, administrado pelos procuradores. Pedirá detalhes dentro do processo proposto por Raquel Dodge no STF.

2 em 1. A frase de Jair Bolsonaro ao comentar a prisão de Michel Temer (“a política em nome da governabilidade feita no passado não estava correta”) doeu em Rodrigo Maia (DEM), um dos principais articuladores do ex-presidente.

Alvo. A articulação para derrubar o decreto de Bolsonaro que libera turistas de EUA, Canadá e Japão da necessidade de visto tem como objetivo impor derrota com repercussão internacional ao presidente.

SINAIS PARTICULARES. Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados.

Crédito: Kleber Sales

Crédito: Kleber Sales

 

Mantidas. Apesar de o Ministério da Economia ter sido dúbio, o Planalto preservará os R$ 1,033 bilhão de emendas impositivas já liberadas para os parlamentares. Eventuais cortes valerão para liberações futuras.

Mídia 1. A aquisição da Exame não é o único movimento do BTG Pactual no setor. O banqueiro André Esteves vai investir no site Migalhas, especializado em assuntos jurídicos.

Mídia 2. Os mais atentos não deixam de perceber um elo na recente investida de grandes empresários no setor: todos são clientes da agência FSB Comunicação.

BOMBOU NAS REDES

Leo Martins/Estadão

Leo Martins/Estadão

“Partidos são fracos, Congresso é forte. Presidente que não entende isso não governa e pode cair; maltratar quem preside a Câmara é caminho para o desastre.” – Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente.

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, JULIANA BRAGA E MARIANNA HOLANDA.

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Correções
25/03/2019 | 14h12

O texto dizia, inicialmente, no primeiro parágrafo, que a licença fora assinada pelo prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB). Mas esse tipo de análise passa pela Secretaria de Meio Ambiente e depois é expedida pela Secretaria de Obras, sem interferência direta do prefeito. Portanto, a frase foi modificada.

Tendências: