Sindicato quer explicação de ministro sobre assessora sem vínculo com poder público

Sindicato quer explicação de ministro sobre assessora sem vínculo com poder público

Torquato Jardim diz que paga a assessora com dinheiro do próprio bolso

Coluna do Estadão

12 de agosto de 2016 | 07h00

Torquato Jardim. Foto: André Dusek/Estadão

Torquato Jardim. Foto: André Dusek/Estadão

O sindicato dos servidores do Ministério da Transparência quer explicações do ministro Torquato Jardim sobre o fato de manter uma assessora sem vínculo com o poder público. A entidade diz que, por lei, só servidores podem exercer a função e acessar dados internos da pasta.

Com salário bruto de R$ 29 mil, o ministro informou que paga a assessora Kátia Cubel do próprio bolso e negou que ela exerça atividades de servidora. “Sua remuneração corre à conta pessoal do ministro”, disse em nota.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Lupa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.