Exclusivo: Em carta ao Mercosul, Serra diz que Venezuela descumpriu protocolo de adesão

Exclusivo: Em carta ao Mercosul, Serra diz que Venezuela descumpriu protocolo de adesão

­No documento, o chanceler diz que a Venezuela descumpriu unilateralmente regras compromissos e pede aos países membros decisão à luz do direito internacional

Andreza Matais

13 Agosto 2016 | 05h00

Foto: André Dusek/Estadão

Foto: André Dusek/Estadão

O ministro das Relações Exteriores, José Serra, enviou hoje aos chanceleres dos Estados-partes do Mercosul uma carta na qual diz que, para o governo brasileiro, a Venezuela “descumpriu unilateralmente” o protocolo de adesão ao bloco. No texto, reforça que o país vizinho não honrou os compromissos assumidos no prazo determinado e defende que as consequências sejam decididas “à luz do direito internacional”, que deve “prevalecer sobre considerações de ordem política”. O documento foi enviado à meia-noite.

Na carta, o chanceler deixa claro que não fosse o problema com as regras de adesão, a Venezuela seria vetada por motivos políticos, que “apontam no mesmo sentido” de descumprimento.

José Serra finaliza a carta dizendo que manifesta ao povo venezuelano solidariedade e a garantia de que o Brasil trabalhará pelo “restabelecimento da democracia” naquele país.

Fontes do Itamaraty dizem que é levado em consideração, até mesmo, o fato de que uma vez presidente do bloco, as reuniões seriam na Venezuela, que sofre com desabastecimento de gêneros alimentícios e de higiene.

Veja a íntegra da carta:

WhatsApp Image 2016-08-12 at 21.55.33

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Mais conteúdo sobre:

Recado