Serra comemora redução da Selic, mas pontua: Brasil ainda tem a maior taxa real de juros do mundo

Serra comemora redução da Selic, mas pontua: Brasil ainda tem a maior taxa real de juros do mundo

.

Luiza Pollo

02 de junho de 2017 | 06h45

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Ao comemorar a redução da taxa básica de juros pelo Banco Central, o senador José Serra (PSDB-SP) pontuou que o Brasil ainda tem a maior taxa real de juros do mundo: 6%. A Rússia, que está em segundo lugar, tem taxa de 4,9%.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Mais conteúdo sobre:

José SerraSelic