Sérgio Moro abandona agenda nacional e passa a focar reuniões em SP

Sérgio Moro abandona agenda nacional e passa a focar reuniões em SP

Mariana Carneiro, Lauriberto Pompeu, Matheus Lara e Gustavo Côrtes

15 de maio de 2022 | 05h01

Nos últimos 30 dias, Sérgio Moro parou de viajar pelo País e concentrou agenda no Estado de São Paulo. Na última quinta e sexta-feira, visitou as câmaras municipais de Santa Isabel, Arujá, Itaquaquecetuba e Mogi das Cruzes. Desde que Luciano Bivar foi alçado a presidenciável do União, em 14 de abril, e o desbancou, o ex-juiz participou de 20 eventos em São Paulo, em boa parte com o deputado Júnior Bozzella. Sua última visita a outro Estado foi nos dias 11 e 12 de abril, quando esteve no Rio Grande do Sul. Fora isso, só Brasília. “Caso não esteja na chapa nacional e quiser uma candidatura, ele vai sair por São Paulo. Neste primeiro momento a gente tem organizado agendas”, diz Bozzella.

OPÇÕES. Moro pode ser o vice de Bivar numa chapa puro-sangue ou candidato a deputado ou a senador pelo União Brasil. Pesquisa Quaest/Genial, divulgada na última semana, mostrou Moro em segundo para o Senado, com 16%, atrás de Datena (PSC), com 28%.

VEREADOR. Desde o fim de abril, Moro reforçou a presença no interior paulista. No dia 28, esteve em Campinas e Capivari. No dia seguinte, foi a Ribeirão Preto. Na semana passada, esteve em Piracicaba.

SINAIS PARTICULARES (por Kleber Sales). Sérgio Moro, ex-juiz federal

LIGHT. Diplomatas asiáticos em Brasília investem no “soft power”. Depois de o embaixador da Coreia do Sul, Lim Ki-mo, viralizar cantando o hit “Evidências”, o novo embaixador do Japão, Teiji Hayashi, fez vídeos provando doces tradicionais do Brasil, como bolo de rolo, curau, arroz doce, pé de moleque, bananada e brigadeiro. “Mariola é uma delícia”, disse.

PRONTO, FALEI! Renan Calheiros, senador (MDB-AL)

“O MDB não deve ter candidato para marcar posição, muito menos ser vice do Ciro Gomes”, sobre aceno feito pelo presidenciável do PDT a Simone Tebet.

CLICK. Michel Temer, ex-presidente da República (MDB)

Participou de jantar e conversou sobre política com empresários e investidores promovido pelo grupo Alma Next, na última quarta-feira.

COLABOROU FELIPE FRAZÃO

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.