Senador vai entrar na Justiça para obrigar Bolsonaro a aceitar recursos do G7

Senador vai entrar na Justiça para obrigar Bolsonaro a aceitar recursos do G7

Marianna Holanda

28 de agosto de 2019 | 14h09

Fabiano Contarato. FOTO: GABRIEL LORDELLO/ESTADÃO

O senador Fabiano Contarato (Rede-ES) vai ingressar, nesta quarta-feira, 28, com uma Ação Popular na Justiça de Brasília para obrigar o governo a aceitar os US$ 22 milhões oferecidos pelos países do G7 para combater as queimadas na Amazônia.

Depois de trocas de ofensas com o presidente francês, Jair Bolsonaro tem dito que volta a conversar com Emmanuel Macron “somente após ele se retratar”. O presidente do país europeu tem feito duras críticas à política ambiental de Bolsonaro e chegou a chamá-lo de mentiroso.

A ação de Contarato apresenta ainda um gatilho que diz que, se Bolsonaro rejeitar o montante, como tem sinalizado o presidente, a União deve aplicar o mesmo volume de recursos para interromper o fogo na região.

Como justificativa, o senador alega “violação aos princípios da eficiência administrativa” e “supremacia do interesse público”.

“É absurdo um mero ato de vontade do Presidente da República impedir que o país tenha acesso a recursos para o combate aos incêndios, sendo que o Executivo mesmo reconhece a crise fiscal enfrentada pelo país”, disse à Coluna.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: