Senador chama ministro de “cleptomaníaco”, “desqualificado” e “figura nefasta”

Senador chama ministro de “cleptomaníaco”, “desqualificado” e “figura nefasta”

Leonel Rocha e Andreza Matais

31 Janeiro 2018 | 05h35

Ministro Carlos Marun e senador Otto Alencar FOTOS: Dida Sampaio/ Estadão e Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O evento promovido na Bahia pelo ministro Gilberto Kassab (Comunicação, Ciência e Tecnologia), segunda-feira, 29, para lançar o programa “Internet para Todos” provocou uma crise política entre o PSD, partido do ministro, e o Palácio do Planalto.

Chamado de “hipócrita” e “oportunista” pelo ministro Carlos Marun por ter participado do evento apesar de ser oposição ao governo, o senador Otto Alencar (PSD-BA) reagiu e classificou o coordenador político do governo de “cleptomaníaco”, “desqualificado”, “figura nefasta” que “não merece respeito”.

As críticas de Marun que motivaram a reação do senador foram publicadas na Coluna do Estadão de  terça, 30“Não sei se o Otto Alencar e os outros que foram são hipócritas, oportunistas ou se estão se aproximando do governo”, atacou.

O senador também acusou o ministro de ocupar a relatoria da CPI da JBS para abafar as acusações contra o governo Temer. E usou a expressão “patarateira” para chamar Marun de embusteiro e mentiroso.

Alencar faz oposição ao governo Temer, votou contra o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e tem forte ascendência sobre os cinco deputados do PSD da Bahia que votam contra a Previdência.

Eleito com 3 milhões de votos e mais quatro anos de mandato pela frente, Otto Alencar apoia a reeleição do governador baiano, Rui Costa, do PT. O senador é mestre de capoeira.

Metade dos 38 deputados do PSD se manifestou contra a reforma da Previdência. A maior dissidência entre os partidos governistas.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter:
 @colunadoestadao
Facebook:
 facebook.com/colunadoestadao
Instagram:
 @colunadoestadão