Segurança de Temer causa estresse no Sírio-Libanês

Luiza Pollo

30 de outubro de 2017 | 11h53

Nota atualizada às 15h09 para acréscimo de informação

 

Foto: Dida Sampaio/Estadão

 

Médicos do Sírio-Libanês ficaram incomodados com a falta de organização da equipe de segurança do presidente Michel Temer destacada para acompanhá-lo durante a internação no hospital. Houve estresse porque a desorganização na troca de turno acabou interferindo na rotina do hospital. A segurança presidencial é subordinada ao gabinete do ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Sergio Etchegoyen. A comparação no hospital com a época dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff foi inevitável. Os dois também frequentaram o Sírio-Libanês durante seus mandatos e não há relatos de problemas com a segurança.

LEIA MAIS: Temer deve receber alta nesta segunda

O peemedebista está internado desde sexta-feira, 27, no Hopsital Sírio-Libanês após ser operado para desobstrução da uretra e retirada de sonda vesical. A previsão é que ele tenha alta nesta segunda-feira e fique de repouso até quarta-feira, em São Paulo.

A cirurgia de sexta foi coordenada pelos médicos Kalil Filho, Miguel Srougi e Felipe A. Barroso Braga. A cirurgia foi considerada bem-sucedida.

COM A PALAVRA:

A assessoria do Sírio-Libanês nega qualquer problema com a segurança do presidente.

O GSI divulgou a seguinte nota:

O Hospital Sírio-Libanês não relatou qualquer tipo de problema ou incômodo em relação à Equipe de Segurança que acompanha o Presidente da República;
2. Não foi registrada qualquer situação de estresse motivada pela troca de turnos;
3. As atividades da segurança presidencial buscam sempre ser compatíveis com os ambientes em que atuam, especialmente os médico-hospitalares;
4. Os procedimentos operacionais são os mesmos adotados por ocasião de internações dos presidentes anteriores;
5. A matéria não condiz com a realidade das ações desenvolvidas pela Segurança Presidencial no Hospital Sírio-Libanês;

Atenciosamente,
Assessoria de Comunicação Social
Brasília, DF, 30 de Outubro de 2017.

 

Tendências: