Secretário de Doria se recusa a assinar sanção de viaduto Dona Marisa

Secretário de Doria se recusa a assinar sanção de viaduto Dona Marisa

“Se não tivesse falecido, ela estaria condenada junto com o Lula", justifica Milton Flávio

Andreza Matais e Leonel Rocha

30 Dezembro 2017 | 06h00

Foto: Assembleia Legislativa de SP

Secretário interino de governo da Prefeitura de São Paulo, Milton Flávio se recusou a assinar documento com a sanção da lei que deu o nome da ex-primeira-dama Marisa Letícia a um viaduto da capital.

Milton afirma que não vê razão para a homenagem. “Se não tivesse falecido, ela estaria condenada junto com o Lula. Ela não merece a homenagem”, diz. Não se sabe se o prefeito João Doria (PSDB), desafeto do ex-presidente, irá na inauguração da obra.

Como revelou a Coluna do Estadão, o prefeito em exercício de São Paulo, Milton Leite (DEM), sancionou nesta sexta-feira, 29, o projeto aprovado pela Câmara de Vereadores que dá o nome de Dona Marisa Letícia, mulher do ex-presidente Lula, a um viaduto no bairro de Santo Amaro, zona sul da capital paulista. A obra será inaugurada no dia 3 de janeiro.

LEIA MAIS: Prefeito em exercício de SP sanciona projeto que dá nome de Dona Marisa a viaduto

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter:
 @colunadoestadao
Facebook:
 facebook.com/colunadoestadao
Instagram:
 @colunadoestadão