Secretária da Odebrecht revela que maioria dos políticos recebia em reais

Secretária da Odebrecht revela que maioria dos políticos recebia em reais

.

Luiza Pollo

03 de abril de 2017 | 06h45

Foto: JF Diorio/Estadão

Foto: JF Diorio/Estadão

Maria Lúcia Tavares, ex-secretária do departamento de propina da Odebrecht, contou ao TSE que a maioria dos pagamentos para políticos era em reais. “De vez em quando queriam que fossem convertidos reais em dólares, mas não era frequente”.

O relator do processo que pode cassar a chapa Dilma-Temer, Herman Benjamin, quis saber qual o valor dos pagamentos. “Normalmente eram 500 mil. Isso, por dia para cada pessoa. Os valores variavam para cada codinome”, explicou a secretária.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Odebrecht

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.