Se for a plenário, pedido de Janot contra Gilmar será julgado apenas após o recesso

Se for a plenário, pedido de Janot contra Gilmar será julgado apenas após o recesso

.

Luiza Pollo

11 de maio de 2017 | 06h00

Ilustração: Kleber Sales/Estadão

Se levar para o plenário o pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que pode impedir Gilmar Mendes de julgar casos envolvendo Eike Batista, a presidente do Supremo, Cármen Lúcia, só vai fazê-lo após o recesso.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo JanotGilmar Mendes

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.