SP pede envio urgente de doses para crianças após Queiroga descartar vacinação este ano

SP pede envio urgente de doses para crianças após Queiroga descartar vacinação este ano

Matheus Lara

16 de dezembro de 2021 | 20h19

Enfermeira segura vacina da Pfizer contra a covid-19. Foto: Tiago Queiroz/Estadão

A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo enviou um ofício na noite desta quinta-feira, 16, ao Ministério da Saúde solicitando liberação e disponibilização imediata de doses para vacinação contra covid-19 em crianças na faixa de 5 a 11 anos com o imunizante da Pfizer, levando em conta a aprovação da Anvisa.

O envio do ofício acontece após o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmar que não haverá vacinação para crianças em 2021. De acordo com ele, até agora não há reserva de doses nem previsão de data para início da imunização do grupo. “É preciso ser feita uma análise”, disse Queiroga.

“O governo paulista tem urgência em avançar na imunização deste público, mas as doses de Pfizer disponíveis atualmente no Brasil diferem em aspectos como composição, dosagem, rotulagem, apresentação e especificações técnicas requeridas para aplicação neste público, conforme instruções do próprio fabricante”, diz a secretaria em nota. O ofício é endereçado à Secretária Especial de Enfrentamento à Covid-19, Rosana Leite de Melo.

Até o momento, apenas a vacina da Pfizer é usada na campanha para jovens a partir de 12 anos. Na quarta, 15, o Instituto Butantan fez um novo pedido oficial à Anvisa para uso do imunizante em crianças e jovens com idade entre 3 e 17 anos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.