Salles, dublê de Weintraub?

Salles, dublê de Weintraub?

Coluna do Estadão

28 de outubro de 2020 | 05h00

Gabriela Biló/Estadão

A aproximação de Ricardo Salles da ala radical do governo e do “bolsonarismo” é lida no Congresso como uma transmutação do titular do Meio Ambiente em uma espécie de “novo Abraham Weintraub”. Para assumir o papel de polemista radical que o ex-ministro da Educação encarnou, Salles ainda precisará de muita lacração, mas o início dele na personagem foi promissor, diz quem entende dos enredos e atuações que agradam a Jair Bolsonaro. Em resumo, o ministro do Meio Ambiente pode se segurar no cargo como um dublê de Weintraub.

Raios. Isso significa que o pedido de desculpas público de Ricardo Salles por ter chamado Luiz Eduardo Ramos de “Maria fofoca” não deverá ser uma trégua definitiva. Novas escaramuças estão no horizonte.

Trovões. A aproximação de Salles com a ala mais radical se dá no momento em que vem perdendo espaço (a Amazônia ficou sob responsabilidade de Hamilton Mourão) e sofrendo enorme pressão externa por sua condução da pasta.

Time. No mês passado, Salles contratou como assessor José Vicente Santini, ex-número dois da Casa Civil demitido por Bolsonaro por voo polêmico da FAB para viajar para a Suíça e a Índia. Santini é próximo dos filhos do presidente.

Régua. Saldo do ataque de Salles a Ramos: mais de 4 mil novos seguidores para o ministro do Meio Ambiente em uma semana (21 a 17/10) no Twitter, chegando a quase 750 mil, segundo a Bites Consultoria. Abraham Weintraub tem algo em torno 970 mil.

Vai… A tentativa de fritar Ramos segue: não fecha a história de que ele substituirá Edson Pujol no Comando Militar do Exército.

…vendo. Essa possibilidade, segundo militares estrelados, é pequena: apesar de não ser proibido que um general da reserva assuma o posto, isso seria, no mínimo, indelicado e incomum.

Deixa quieto. Sobre Pujol ir para o Gabinete de Segurança Institucional, quem conhece o general diz ser pouco provável também. Ele tem perfil mais discreto e menos político que os colegas de farda hoje alojados no Palácio do Planalto.

CLICK. Davi Alcolumbre homenageou nas redes o criador da Turma da Mônica, Maurício de Sousa, pelos 85 anos. O registro é de 2019, quando ele foi ao Senado.

Adiante. Deputados e membros da comunidade jurídica do chamado “campo progressista” do direito e da política evoluíram na negociação de apoiar Baleia Rossi (MDB-SP) para a sucessão de Rodrigo Maia.

SINAIS PARTICULARES.
João Doria, governador de SP

Kleber Salles

Honra… João Doria homenageará os 80 de Pelé com a medalha da Ordem do Ipiranga. O governador de São Paulo, Estado onde o “Rei do Futebol” apareceu para o mundo (primeiro em Bauru e, posteriormente, em Santos), ainda planeja como será a condecoração.

…máxima. A ordem é a mais alta honraria concedida pelo Estado. É provável que Doria, torcedor do Santos, entregue pessoalmente a medalha ao “Rei” no Guarujá, onde Pelé mora.

PRONTO, FALEI!

Foto: Rafael Almeida / Sede PDT

André Figueiredo, deputado federal (PDT-CE): “Pouquíssimo provável, pelo perfil do Lula, com postura de hegemonismo absoluto. Líder do jeito que é deveria somar, não dividir”, sobre chapa Ciro-Lula.

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG E MARIANNA HOLANDA

Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.