O saldo do episódio da vacina chinesa nas redes sociais

O saldo do episódio da vacina chinesa nas redes sociais

Coluna do Estadão

22 de outubro de 2020 | 07h00

Foto: Isac Nóbrega/Presidência

Nem mesmo a bolha de apoiadores do presidente conseguiu sustentar a insatisfação nas redes sociais com o vai-e-vem em torno da compra da Coronavac. Um relatório da AP Exata, consultoria de big data, mostra que a aprovação digital do presidente nas redes sociais caiu seis pontos em um dia: 49% para 43%.

A empresa tem uma metodologia de análise para medir o “sentimento” nas redes sociais. A confiança caiu drasticamente, quase 10 pontos porcentuais (chegando a 21%). Medo, tristeza e raiva também surgiram com maior intensidade ao longo do dia.

A oposição, segundo relatório da AP Exata, reagiu com força ao que considerou ser uma guerra política entre o presidente e Doria, em detrimento da população.

“As redes mostram que a discussão envolvendo a vacina contra o Covid-19 vai além do próprio medicamento. Trata-se de uma questão político-ideológica envolvendo a China e o governo Doria”, atesta o relatório da consultoria.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.