Sabesp vive momento de turbulência sob Doria

AO VIVO

Eleições: 2020: notícias, resultados e apuração do 2° turno

Sabesp vive momento de turbulência sob Doria

Coluna do Estadão

20 de agosto de 2020 | 05h00

TIAGO QUEIROZ / ESTADÃO

Sempre apontada como sendo uma das joias da coroa do Estado, a Sabesp enfrenta momento de turbulência sob João Doria e virou motivo de preocupação para investidores e ex-gestores da empresa mista de saneamento. As ações vinham em baixa e despencaram após o governador anunciar a volta da Sabesp ao programa de capitalização, gesto considerado um passo atrás no rumo da privatização. Artigos da reforma administrativa paulista também causam impacto negativo, somados à isenção na tarifa de água para famílias carentes na pandemia.

Incerto. A despeito da nobre intenção, a isenção para 509 mil famílias por 90 dias gerou instabilidade: a Sabesp tem empréstimos cuja garantia são as receitas futuras. Há covenants (obrigações que se aplicam aos tomadores de crédito) sob risco, dívidas em dólar e contratos já assinados.

Na letra… No caso do projeto de reforma administrativa, um dos artigos (n.º 36) prevê que deliberações de agências reguladoras em matéria que possa gerar encargo ao Estado devem ser submetidas ao Executivo.

…miúda. Ou seja, o governo passará a dar pitaco em decisões antes restritas à empresa, reconhecida pela responsabilidade das gestões anteriores, e à agência reguladora. O que, claro, arrepiou os investidores.

Shiu. Henrique Meirelles (Fazenda) adotou silêncio sobre o assunto.

No… O presidente da Associação Brasileira de Agências de Regulação, Fernando Franco, chamou o texto de “retrocesso grave”.

…way. “Se for para ficar assim, é melhor fechar a agência e transformá-la em uma secretaria. É de um amadorismo sem precedentes”, disse à Coluna.

Pre-pa-ra. Franco vai se encontrar com Rodrigo Garcia, vice-governador, para externar suas preocupações.

Com a palavra. Sobre o artigo da reforma, a Secretaria de Governo do Estado de SP afirmou que é “legítimo e responsável por parte da gestão pública que uma decisão que vá onerar o orçamento seja avaliada”. A pasta diz que prevalecerão “a independência e a soberania da agência reguladora”.

CLICK. Jair Bolsonaro (terceiro à esq.) recebeu ontem os novos aliados do PP para almoço no Planalto: Ricardo Barros (2º à esq.), Ciro Nogueira (4º) e Arthur Lira (5º).

Reprodução/Instagram

Não… Quando (ou se) acontecer a acareação entre Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e o empresário Paulo Marinho (PSDB), como quer o Ministério Público Federal, ela não será gravada. É uma exigência dos advogados do “01”.

…vai. “Expõe midiaticamente a imagem dele. A defesa não permitirá”, disse Luciana Pires. Os investigadores sugeriram o dia 21 de setembro, mas Flávio não topou. A data e o local têm de ser previamente combinados, e o senador vai checar ainda a agenda…

SINAIS PARTICULARES.
Jorge de Oliveira Francisco,
ministro da Secretaria-Geral da Presidência

Ilustração: Kleber Sales

Alinhado com o chefe. O ministro Jorge de Oliveira é o novo entusiasta e propagandista de drogas ainda sem eficácia comprovada. Após se recuperar da covid-19, o ministro diz a aliados que está bem, “graças a Deus, à azitromicina e à hidroxicloroquina”. Exatamente como Bolsonaro.

Tour. Em setembro e outubro, o secretário de Segurança Pública do MJ, Renato Paim, vai rodar os Estados, acompanhado de uma equipe técnica do ministério. A “Senasp itinerante” vai debater projetos da pasta e ouvir críticas e sugestões.

BOMBOU NAS REDES!

Randolfe Rodrigues. FOTO: ANDRE DUSEK/ESTADÃO

Randolfe Rodrigues, senador (Rede-AP): “Tristes tempos em que o chefe maior do MPF se torna uma vivandeira do arbítrio da ditadura”, sobre Augusto Aras rejeitar investigação sobre dossiê antifascista.

COM ALBERTO BOMBIG, MARIANA HAUBERT E MARIANNA HOLANDA.

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: