Reunião de Temer e FHC foi adiada por causa das declarações de Tasso

Andreza Matais

10 de julho de 2017 | 21h58

 

Fernando Henrique Cardoso e Michel Temer. Foto: Antonio Cruz/ ABr

 

Foi o presidente Michel Temer quem decidiu adiar o encontro com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, nesta segunda-feira, a partir de orientação de tucanos próximos a ele.

A Coluna apurou que depois do senador Tasso Jereissati, presidente interino do PSDB, dizer que o governo caminha para a ingovernabilidade e de que a solução seria apoiar Rodrigo Maia, na última quinta-feira, avaliou-se que esse não era o melhor momento para a reunião.

Por outro lado, FHC também não encontrou agenda para se reunir com Temer durante a semana, uma vez que estará no exterior.

O encontro não seria restrito a FHC e Temer. Também participariam o ministro Antonio Imbassahy, um dos mais próximos do presidente, e o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB-SP).

 

Tendências: