Reunião convocada pelo PSDB é para não decidir

Andreza Matais e Naira Trindade

10 de julho de 2017 | 15h25

Foto: Dida Sampaio/Estadão

 

Em meio a uma das piores crises do PSDB um grupo de tucanos se reúne nesta segunda-feira, em São Paulo, para discutir o assunto. Do encontro, contudo, não sairá uma definição sobre sair ou permanecer na base de apoio do presidente Michel Temer. Segundo um dirigente, o quorum será muito ampliado para se tomar uma decisão. Vão participar os governadores, os líderes na Câmara e  no Senado, o ex-presidente FHC e, até mesmo, o presidente licenciado do partido, Aécio Neves.

No final de semana, o clima esquentou no partido após o presidente interino, Tasso Jereissati, dizer que o País está a beira ingovernabilidade. O senador Cássio Cunha Lima (PB) também deu declarações nesse sentido e sinalizou apoio ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), para substituir Temer. Os ministros Aloysio Nunes (Relações Exteriores) e Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo) rebateram os dois colegas.

Tudo o que sabemos sobre:

PSDBReunião

Tendências: