Repatriação teve última tentativa em jantar na casa de Rodrigo Maia

Coluna do Estadão

27 Outubro 2016 | 14h38

Considerado assunto morto, o projeto que trata da repatriação de recursos do exterior voltou a cena no coquetel servido pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na segunda-feira, 24. O relator Alexandre Bandy (PTN-GO) novamente alterou o texto, retirando os impasses na questão do filme. Após as mudanças, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, finalmente aceitou o texto. Mas não adiantou. Coincidentemente o presidente Michel Temer estava reunido no Palácio do Planalto com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que, consultado, avisou que não teria mais tempo para colocar o projeto em votação no Senado. Morreu de novo. (Naira Trindade)