Renan requisita auditores da Receita para ajudar CPI

Renan requisita auditores da Receita para ajudar CPI

Coluna do Estadão

02 de junho de 2021 | 05h00

Senador Renan Calheiros, relator da CPI da Covid Foto: Dida Sampaio / Estadão

Renan Calheiros (MDB-AL) requisitou dois auditores da Receita Federal para auxiliar nos trabalhos da CPI da Covid. O pedido não foi especificado: caberá ao órgão destacar os servidores. No entorno do senador, a presença de auditores é tida como especialmente importante para a fase de quebras de sigilos bancários e fiscais. Até o momento, a CPI tem se dedicado a colher depoimentos e buscar indícios suficientes que embasem as próximas medidas. O relator já conta com a ajuda, desde o início dos trabalhos na comissão, de três auditores do TCU.

De boa. Ainda não há previsão do comando da CPI sobre a eventual pedido de ajuda para a Polícia Federal.

Protegido. A leitura entre senadores do “G7” da CPI sobre o cargo que Eduardo Pazuello ganhou no Palácio do Planalto: o presidente dobra a aposta para tirá-lo do fogo cruzado da CPI.

Seca. A presidente da Agência Nacional de Águas, Christianne Dias, quer um patamar mínimo de armazenamento de água nas principais hidrelétricas do País, em torno de 15% da capacidade dos reservatórios.

Seca 2. Ela tenta construir com parlamentares a proposta porque sabe da enorme resistência dos municípios ribeirinhos, cuja economia gira em torno da água desses reservatórios (irrigação, navegação, pesca, turismo, etc).

Bina. Christianne Dias ligou, sem sucesso, para Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado, muito ligado a Furnas.

SINAIS PARTICULARES.
Jair Bolsonaro, presidente da República

Kleber Sales

Lama. “Costumo dizer que vivemos a terceira tragédia da lama. Depois de Mariana e de Brumadinho, agora é a de Furnas”, diz o governador de Minas, Romeu Zema (Novo).

Lama 2. Segundo Zema, “não é justo o Estado pagar essa conta sozinho”. O governador vê erros estratégicos no investimentos da Cemig em anos anteriores.

Fila. Flávia Arruda (Secretaria de Governo) deverá tomar vacina contra a covid-19 nesta quarta-feira, 2, em Brasília. Com apenas 41 anos, a ministra tem pericardite crônica, comorbidade que a levou a ser internada duas vezes em Brasília e uma na UTI em São Paulo.

Figa. Um vento de esperança bateu no PSDB-SP após a mais recente reunião da Executiva Nacional do partido. O modelo de voto igualitário para a realização das prévias, defendido por João Doria, vem ganhando adesões importantes.

Figa 2. Apoiaram a proposta o vice-presidente Domingos Sávio, o tesoureiro Cesar Gontijo e as presidentes do PSDB Mulher e Tucanafro Yeda Crusius e Gabriela Cruz, respectivamente. O modelo pressupõe peso igual aos filiados.

Vantagem? Segundo o TSE, o São Paulo concentra 22%  do total de  1,3 milhão de filiados ao PSDB no País. Porém, quem conhece a máquina diz: esse número só existe nas caixas de sapato; nas prévias devem, na melhor hipótese, votar entre 10% e 15% desse total.

Régua. Em 2018, por exemplo, foram 14.998 votos nos quatro pré-candidatos ao governo do Estado.

Xi… Do governador Renato Casagrande (PSB-ES) sobre a Copa América no Brasil: “Momento inoportuno, mesmo que tenha todo o controle, é impossível evitar polêmica. Tudo está sendo politizado. Isso põe combustível na fogueira”.

CLICK. Presidente do Republicanos, Marcos Pereira (ao centro) levou o prefeito de Sorocaba para discutir com o ministro João Roma (à dir.) políticas antidrogas.

Reprodução/Instagram

PRONTO, FALEI!

Deputado Sóstenes Cavalcante. Foto: Divulgação.

Sóstenes Cavalcante, deputado federal (DEM-RJ): “Péssimo dia para aqueles que torcem contra o Brasil. Em breve, a crise será apenas uma triste lembrança”, sobre o crescimento de 1,2% do PIB no 1.º trimestre.

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG E MARIANNA HOLANDA

Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.