Renan não convocará sessão do Congresso antes de viagem à China

Presidente do Senado não vai atender ao pedido da senadora Rose de Freitas (PMDB-ES) para concluir votação da LDO

Coluna do Estadão

30 de agosto de 2016 | 22h13

Foto: André Dusek/Estadão

Foto: André Dusek/Estadão

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), não vai atender ao pedido da senadora Rose de Freitas (PMDB-ES) e convocar sessão do Congresso após a posse do presidente interino Michel Temer, caso o impeachment de Dilma Rousseff se confirme.

Rose havia pedido a Renan que convocasse o Congresso para votar destaque ao texto-base da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). No entanto, após a posse de Temer, que deve ocorrer por volta das 15h, Renan embarcará com ele para a China, em viagem oficial.

Assim, o governo terá que mandar a Lei Orçamentária Anual (LOA) sem a conclusão da votação da LDO. (Daniel Carvalho)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.