Renan leva denúncia contra Janot para ler em casa

-

Andreza Matais

14 de junho de 2016 | 21h58

ED1503033107 BSB 03/03/15 NACIONAL RENAN/SENADO O presidente do Senado, Renan Calheiros, durante sessao no Senado.FOTO ED FERREIRA/ESTADAO

Renan Calheiros levou para ler em casa a denúncia apresentada pelas advogadas Beatriz Sordi e Claudia Castro que pede o impeachment do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Elei deixou o Senado com o documento debaixo do braço.

Interlocutores de Renan dizem que a denúncia é fraca porque se baseia na afirmação de que Janot pediu a prisão de Renan, Romero Jucá e José Sarney, mas não fez o mesmo com Dilma Rousseff, o ex-presidente Lula e o ministro do STJ Marcelo Navarro. Todos suspeitos da mesma acusação, interferir na Lava Jato.

Apesar da avaliação dos assessores, eles mesmo consideram que o momento político é diferente do que levou Renan a arquivar outros pedidos de cassação do mandato de Janot, a maioria apresentado pelo senador Fernando Collor.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: