Rede, Psol e Cidadania dizem apoiar candidatura de Molon ao Senado

Rede, Psol e Cidadania dizem apoiar candidatura de Molon ao Senado

Gustavo Côrtes

05 de julho de 2022 | 19h14

Apesar da pressão do PT e até de Marcelo Freixo (PSB) para que Alessandro Molon (PSB) desista da candidatura ao Senado no Rio, Rede, Psol e Cidadania reafirmaram que vão apoiá-lo, nesta terça-feira, 5.

Alessandro Molon. FOTO: LUIS MACEDO/CÂMARA DOS DEPUTADOS

Os partidos defendem que Molon é melhor opção do que André Ceciliano (PT) para representar a esquerda na disputa pelo cargo. O PSB do Rio, comandado pelo parlamentar, também deve engrossar o coro com um comunicado assinado pelo vice-presidente do diretório fluminense da legenda, Carlos Minc.

“A Rede já havia aprovado apoio às pré-candidaturas de Marcelo Freixo ao governo e Alessandro Molon ao Senado, por entender que são as candidaturas que reúnem melhores condições de atingir essas tarefas no Estado do Rio, e as pesquisas têm mostrado que é também a sensação da população fluminense”, diz o documento redigido pela Rede. A ex-senadora Heloisa Helena (AL) e Wesley Diógenes assinam como porta-vozes.

Molon enfrenta resistência de Marcelo Freixo, candidato do PSB ao governo do Rio, que pediu a ele o cumprimento de um suposto acordo segundo o qual o PT teria direito à vaga ao Senado pelo Rio na chapa.

O PSOL lembrou de arranjos da aliança entre as legendas no Maranhão, onde os candidatos apoiados por Luiz Inácio Lula da Silva ao Senado são do PSB, e no Piauí, onde ocorre o mesmo, mas com quadros do PT.

“O PSOL entende que o debate sobre a vaga de senado cabe aos seis partidos da frente, sendo que três apoiam Molon e três apoiam Ceciliano, e não apenas ao PT e ao PSB.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.