Petistas esperam julgamento para ‘condenar’ Lula

Petistas esperam julgamento para ‘condenar’ Lula

Luiza Pollo

24 Janeiro 2018 | 05h30

Sinais Particulares: Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente; por Kleber Sales

Petistas evitam criticar publicamente o ex-presidente Lula, mas o cenário pode mudar se ele for preso em regime fechado no caso do triplex do Guarujá. Por enquanto, os ataques mais duros partem de ex-filiados que foram próximos de Lula e se viram abandonados quando caíram em desgraça, como Antonio Palocci e Delcídio Amaral. “Ele me lembra aquela música ‘eu me amo, eu me amo, não posso mais viver sem mim, do Ultraje a Rigor’”, define o ex-senador. No privado, nomes graúdos do partido concordam que o ex-presidente se deslumbrou com o poder.

Metralhadora. “O Lula, a despeito de virtudes, se perdeu na super autoestima que ele tem e confundiu ousadia e arrojo com poder fazer qualquer coisa”, complementa Delcídio, que presidiu a CPI do Mensalão e é delator da Lava Jato.

É tudo… Solidariedade não é a única razão de petistas para preservar Lula de críticas neste momento. Se ele for absolvido ou se o cumprimento da sentença se prolongar ainda terá força no jogo eleitoral.

…Ou nada. Em caso de prisão, observa um petista, Lula será abandonado aos poucos como foram Luiz Gushiken, José Dirceu, Antonio Palocci…

É com ele. Caberá ao juiz Danilo Pereira Júnior decidir onde Lula irá cumprir a pena caso o TRF-4 confirme hoje a condenação do petista em regime fechado.

Sem muita escolha. A Superintendência da PF em Curitiba é contraindicada porque não oferece condições ao preso para trabalhar e assim reduzir a pena, além de ser destinada a presos provisórios. Uma opção é o Complexo Médico-Penal, em Pinhais.

Regra três. O PT pretende anunciar Lula como candidato ao Palácio do Planalto já acompanhado do nome do vice. O objetivo é substituir o ex-presidente por alguém de sua extrema confiança e escolhido por ele em caso de condenação definitiva no caso triplex.

Amor antigo. Na base aliada do governo do presidente Michel Temer, o PR está de olho no julgamento de Lula hoje. Não descarta uma aliança com o PT, caso o ex-presidente venha a ser candidato ao Planalto.

Racha paulista. O vice-governador de São Paulo, Márcio França (PSB), começou a negociar com o PTB o apoio à sua candidatura ao Palácio dos Bandeirantes. Se as conversas evoluírem, França vai rachar a aliança partidária original que elegeu o tucano Geraldo Alckmin em 2014.

Aliança. Após receber o apoio do Solidariedade, PROS e PR, França quer fechar ainda em fevereiro aliança com o PCdoB e PDT à sua candidatura. O vice-governador também está tentando ganhar a adesão do PV e do PPS.

CLICK. O presidenciável Ciro Gomes faz o cadastramento biométrico no TRE-CE. Analistas avaliam que ele pode herdar votos de Lula se o petista sair da disputa.

MARA CARVALHO/ARQUIVO PESSOAL

Muito prazer! O ministro Carlos Marun almoçou ontem com Valdemar Costa Neto. Quem participou diz que o encontro foi de apresentação, já que o novo ministro não conhecia o todo poderoso do PR.

Sem assunto. Alexandre Baldy (Cidades), também participou do almoço. Outro presente, o líder do PR na Câmara, José Rocha (BA), diz que não trataram da Previdência, de cargos nem de eleição.

PRONTO, FALEI!

Foto: Alex Silva/Estadão

“Não importa o quão alto você esteja, a lei está acima de você”, última página da sentença em que condenou Lula no caso do triplex a 9 anos e seis meses de prisão”, DO JUIZ SÉRGIO MORO, responsável pelos processos da Lava Jato em Curitiba, sobre o julgamento do ex-presidente Lula 

COM REPORTAGEM DE NAIRA TRINDADE E LEONEL ROCHA. COLABORARAM ISADORA PERON E IGOR GADELHA

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter:
 @colunadoestadao
Facebook:
 facebook.com/colunadoestadao
Instagram:
 @colunadoestadão