PT decide apoio a Freixo no Rio; Molon deve se lançar avulso

PT decide apoio a Freixo no Rio; Molon deve se lançar avulso

Gustavo Côrtes

05 de agosto de 2022 | 14h20

A executiva nacional do PT decidiu, nesta sexta-feira, 5, manter o apoio a Marcelo Freixo (PSB) ao governo do Rio. Ele formará chapa com o petista André Ceciliano ao Senado e Cesar Maia (PSDB) como vice. Pivô do impasse da sigla com o PSB no Estado, Alessandro Molon, deve manter sua candidatura avulsa ao Senado.

O deputado federal Marcelo Freixo (PSB). Foto: Divulgação/Câmara

A manutenção da aliança é resultado de uma articulação de Lula junto à direção nacional do partido em defesa do apoio a Freixo.

O PT do Rio, que defendia o rompimento, promete levar suas bases ao palanque de outros candidatos dispostos a se vincular ao presidenciável do PT, como o PDT.

Molon deve anunciar sua permanência na disputa nesta sexta-feira, 5, em coletiva prevista para as 17h. Na avaliação de aliados, o prolongamento do impasse com o PT, alimentou a mobilização de artistas e da militância de esquerda a seu favor nos últimos dias. Correligionários acreditam que a campanha seja forte mesmo se a ameaça do PSB de cortar repasses de recursos do Fundo Eleitoral se concretizar.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.