PT convoca reunião de emergência para tratar dos próximos passos

Juliana Braga

08 Julho 2018 | 18h37

Ex-presidente Lula. Foto: Paulo Brazil

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, convocou uma reunião para segunda-feira, 9, para tratar do imbróglio envolvendo a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Já havia um encontro previsto somente do conselho político. Gleisi decidiu antecipar e ampliar para todos os dirigentes que consigam chegar a São Paulo a tempo. Está prevista a participação da ex-presidente Dilma Rousseff.

Nesse encontro, os dirigentes petistas vão analisar quais devem ser os próximos passos do partido, a depender do desfecho de hoje. Caso Lula seja solto, há quem defenda que ele comece imediatamente a percorrer o país em pré-campanha pela Presidência.

Lula está preso em Curitiba há mais de dois meses por ter recebido um tríplex em Guarujá em troca de favores à construtura OAS.

Na manhã deste domingo, 8, foi beneficiado por uma decisão do desembargador Rogério Favreto que cita a pré-candidatura do ex-presidente para justificar sua soltura. O despacho foi contestado pelo juiz Sérgio Moro e pelo desembargador, Gebran Neto, mas houve uma nova determinação de Favreto pela soltura de Lula. (Juliana Braga)