PSOL quer convocar Moro na CCJ e pede explicações por ter acionado PGR no caso Marielle

PSOL quer convocar Moro na CCJ e pede explicações por ter acionado PGR no caso Marielle

Marianna Holanda

30 de outubro de 2019 | 15h54

Ministro Sérgio Moro. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

O PSOL quer explicações do ministro da Justiça, Sérgio Moro, sobre o pedido de abertura de inquérito da Procuradoria-Geral da República (já aceito por Augusto Aras) para apurar se houve “tentativa de envolvimento indevido” do nome do Presidente no caso Marielle Franco. O próprio Jair Bolsonaro pediu que Moro o fizesse mais cedo.

Além de apresentar um pedido de convocação de Moro na Comissão de Constituição e Justiça, a bancada do partido de Marielle enviou ainda um requerimento de informação ao Ministério da Justiça.

No ofício, assinado pelo líder Ivan Valente, a legenda questiona se Bolsonaro pediu à Pasta ou à PF que adotasse qualquer medida em relação à investigação do assassinato da vereadora. Questiona ainda o fundamento jurídico ou quais os indícios de crime identificados para solicitar à PGR a abetura de inquérito.

O Jornal Nacional, da TV Globo, na noite de terça-feira, 30, mostrou o suposto conteúdo do depoimento de um porteiro do condomínio de Bolsonaro no Rio. A reportagem diz que um dos suspeitos da morte de Marielle esteve horas antes no Vivendas da Barra e teria dito que iria à casa do então deputado federal – que estaria em Brasília, em sessão na Câmara.

Tudo o que sabemos sobre:

Marielle FrancoJair Bolsonaro

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: