PSL quer irmão de Alcolumbre candidato

PSL quer irmão de Alcolumbre candidato

Coluna do Estadão

07 de setembro de 2019 | 05h00

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre. Foto: Marcos Brandão/Agência Senado

Em mais um sinal da proximidade de Davi Alcolumbre com o governo de Jair Bolsonaro, Josiel Alcolumbre, irmão do presidente do Senado, está sendo cortejado pelo PSL para ser candidato a prefeito de Macapá. “Ele vai ser nosso candidato, se Deus quiser”, disse o presidente do partido, Luciano Bivar. Pelo Senado passam atualmente temas centrais para o governo: reforma da Previdência, indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixador em Washington e a sabatina de Augusto Aras, o procurador-geral da República indicado por Bolsonaro.

Vamos em frente. Hoje o DEM de Davi Alcolumbre está coligado com a Rede no Amapá. O presidente do Senado foi consultado, segundo articuladores da candidatura, e deixou a impressão nos dirigentes do PSL de que apoia a empreitada.

Do pai, do filho. Bolsonaro disse que todos os candidatos do PSL a prefeituras vão passar por seu crivo, mas a direção do partido avalia que será impossível tê-lo como avalizador. Será Flávio Bolsonaro, senador e presidente do PSL-RJ, quem ajudará a montar as chapas, em nome do clã.

Pulso. Davi Alcolumbre encerrou o expediente na sexta-feira sentindo a temperatura dos senadores para votar semana quem vem a reforma da Previdência.

Pulso 2. Seus colegas pediram que ele convocasse uma sessão do Congresso para derrubar os vetos de Jair Bolsonaro ao projeto de abuso de autoridade. Se o fizer, atrasará o cronograma da reforma.

Todo… Enfrentar a fúria bolsonarista das redes sociais e as críticas da esquerda é apenas um aperitivo do que vem pela frente para Augusto Aras, o novo procurador-geral da República.

…cuidado. Quem conhece a fundo o Ministério Público Federal compara a missão de Aras, de pacificar a instituição, ao trabalho de um equilibrador de pratos.

SINAIS PARTICULARES. Augusto Aras, indicado a procurador-Geral da República; por Kleber Sales

Iniciativa. O deputado federal Marcelo Calero (Cidadania-RJ) vai entrar com uma ação popular contra o prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), por ter mandado recolher HQs da Bienal do

Livro. “Ele se arvora de censor e avoca para si um direito que não tem.”

Vestibular. O Novo abre segunda-feira, dia 9, processo seletivo para a escolha dos candidatos a vereador em 17 cidades do País. Ao final de três etapas, os aprovados assinarão um termo de compromisso.

Vestibular 2. No documento, eles terão de se comprometer com os princípios e valores do Novo: redução do número de assessores, de custos e verbas de gabinete, e o cumprimento de todo o mandato.

Aberto. O processo para a escolha dos candidatos a prefeito já está em andamento em 46 cidades.

CLICK. Carlos Bolsonaro, o filho 02 do presidente, foi “tietado” após evento no Planalto para o lançamento da nova carteira digital dos estudantes, a ID Estudantil.

Carlos Bolsonaro. Foto: Marianna Holanda/Coluna do Estadão

Roupa suja. Deputados fluminenses reclamaram a Bolsonaro que não estão conseguindo fazer indicações a cargo no Rio. Dizem que só Flávio emplacou aliados em hospitais federais. O senador nega.

Espaço aberto. O Iree (Instituto para Reforma das Relações entre Estado e Empresa) sabatina, segunda-feira em SP (Unibes Cultural), Marcos Pereira (PRB-SP), vice-presidente da Câmara dos Deputados, sobre as perspectivas econômicas e políticas do País.

PRONTO, FALEI!

Felipe Santa Cruz. FOTO: WILTON JUNIOR/ESTADÃO

Felipe Santa Cruz, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB): “Faço votos que o Congresso derrube o veto presidencial a favor da independência da advocacia e pelo direito de defesa”, sobre a lei de abuso de autoridade.

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, JULIANA BRAGA E MARIANNA HOLANDA

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Tendências: