PSDB ameaça romper acordo com PTB em Pernambuco

PSDB ameaça romper acordo com PTB em Pernambuco

Coluna do Estadão

23 de julho de 2018 | 05h30

Deputado Bruno Araújo (PSDB-PE)

A aliança de Geraldo Alckmin com o Centrão precisa de ajustes nos Estados. No Mato Grosso, o governador e candidato à reeleição Pedro Taques (PSDB) aliou-se ao PSL, por isso abrirá seu palanque também para Jair Bolsonaro. Já o PR, que vai indicar Josué Gomes como vice do presidenciável tucano, fechou com o PT do Mato Grosso. Em Pernambuco, os tucanos começam a avaliar romper o acordo com Armando Monteiro (PTB) para lançar o deputado Bruno Araújo ao governo. O motivo: O petebista declarou apoio ao presidenciável do PT. Nacionalmente, o PTB foi o primeiro partido a apoiar Alckmin.

Veto. Bruno Araújo seria o candidato ao Senado na chapa de Armando Monteiro. Foi rifado justamente por ter dado o voto 342, que definiu o impeachment da petista Dilma Rousseff.

Beco sem saída. Nesta semana, o PSDB de Pernambuco vai procurar Geraldo Alckmin para uma definição sobre o impasse. O argumento: será difícil explicar ao eleitor a composição com um aliado de Lula, além de o presidenciável ficar sem palanque no sétimo colégio eleitoral do País.

Tem mais. O candidato do PT ao Planalto já conta com três palanques em Pernambuco. Além de Monteiro, o governador Paulo Câmara (PSB) e Marília Arraes (PT). Os tucanos querem os votos dos 40% que se declaram anti-petistas.

Muito barulho… Coordenador-geral da campanha de Alckmin, o senador Tasso Jereissati bancou, em agosto, o polêmico programa partidário que condenava o “presidencialismo de cooptação”. A peça levou o Centrão, agora aliado, a pedir a Michel Temer a demissão dos ministros tucanos.

…Por nada. Tasso passou os último dez dias na Rússia e retoma as atividades políticas hoje. Na propaganda partidária, o PSDB disse que “errou ao ceder ao jogo da velha política” e condenou alianças “com políticos ou partidos que só querem vantagens pessoais e não pensam no País.”

O culpado. O deputado estadual Flávio Bolsonaro (RJ) foi apelidado por Valdemar Costa Neto de “general baby”. A postura dele é apontada pelo chefe do PR como o motivo de a aliança em torno de Jair Bolsonaro não ter se viabilizado.

Lotação. O governo avalia que a EBC está inchada e estima ser necessário reduzir o quadro de pessoal em 1/3. Criada pelo ex-presidente Lula, a empresa de mídia tem 2.307 empregados.

Jabuticaba. Como os funcionários são concursados, embora contratados no regime CLT só podem ser demitidos se os setores em que trabalham forem extintos.

Ideia. O governo também acha necessário elaborar uma diretriz para os atestados médicos. Considera que há abusos. Foram 2.845 no primeiro semestre.

LEIA MAIS: EBC registra farra de atestados médicos de funcionários

LEIA TAMBÉM: Governo paga salário de mais de R$ 20 mil na EBC

CLICK. Cotada para vice de Jair Bolsonaro, Janaina Paschoal se encontrou, ontem, pela primeira vez com ele. Antes disso, só haviam se falado duas vezes pelo telefone.

Janaina Paschoal, jurista FOTO: FABIO MOTTA/ESTADÃO

O troco. A cada vez que o presidenciável Ciro Gomes (PDT) alfineta o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), aliados do emedebista divulgam pesquisas que mostram Jair Bolsonaro (PSL) na frente no Ceará. O cearense Ciro retirou o apoio à reeleição do senador.

SINAIS PARTICULARES: Eunício Oliveira (MDB-CE), presidente do Senado; por Kleber Sales

Bateu, levou. O advogado Leonardo Dourado rebate as críticas de que defensores tentam faturar com ações questionando o Fundeb. “Quem causou o prejuízo foi a União”, afirma. Ele defende mais de 40 municípios e diz ter ingressado com ações há 20 anos. O tema opôs a PGR aos advogados.

PRONTO, FALEI! 

Orlando Silva. Foto: Dida Sampaio/AE

“Vejo partidos olhando para o umbigo, pensando em se afirmar. E o Brasil, o interesse nacional, em segundo plano”, DO DEPUTADO ORLANDO SILVA (PCdoB-SP), sobre a desunião da esquerda na eleição presidencial.

COM REPORTAGEM DE NAIRA TRINDADE E JULIANA BRAGA. COLABOROU FELIPE FRAZÃO

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadão

 

Tendências: